23
NOV
2016

Novo sistema de abastecimento atende zona rural de Governador Mangabeira

A escassez de água em parte da zona rural de Governador Mangabeira, localizado no Recôncavo baiano, já não afeta mais a vida da população. Nesta quinta-feira (10), treze comunidades rurais do município passaram a contar com água potável, com a inauguração da rede de abastecimento de água da região. Cerca de 6,5 mil pessoas foram beneficiadas com a obra, que teve investimento total de R$ 2,5 milhões. Durante o evento com o governador Rui Costa, os habitantes da zona rural ainda foram contemplados com a assinatura de convênio do Programa Bahia Produtiva.

08

De acordo com Rui, as obras de abastecimento de água continuam sendo uma das prioridades do Governo. “Água é vida e saúde. Nossa meta é chegar ao fim do mandato com o maior número possível de distritos e zonas rurais recebendo água tratada, água potável para beber”, revelou.
Com extensão de 70,8 quilômetros e 1.627 novas ligações domiciliares, o sistema de abastecimento de água mudou a realidade de seca das comunidades de Quixabeira 01 e 02, Tocos I, II e III; Jacaré Grande; Carpina; Lagoa da Rosa; Encruso; Sungai; Barroada; Aldeia e Bananeira.

Segundo o secretário de Infraestrutura Hídrica e Saneamento do Estado, Cássio Peixoto, além de saúde, a obra leva dignidade aos moradores de Governador Mangabeira. “Atualmente, milhões de pessoas morrem no mundo por não terem acesso à água tratada. Portanto, o que fazemos é também oferecer mais qualidade de vida à população. Até dezembro deste ano, vamos concluir mais obras de sistema de abastecimento, como em Cruz das Almas, Sapeaçu e outras cidades”, afirmou Peixoto.

Nascida e criada em Encruso, a merendeira Luciana dos Santos, 34 anos, comemora a chegada da água na região. “Agora a situação está muito melhor. Em vários momentos as pessoas tiveram que ir à sede do município para conseguir água. As cisternas secavam e a chuva não caía. Hoje a água vai poder ser usada para beber, tomar banho, regar plantas. Tudo ficou muito mais fácil”, afirma Luciana.

Fonte: Secom\BA

Download PDF

Deixe uma mensagem