05
DEZ
2016

Governo consegue em Brasília garantias de mais de R$ 500 mi para obras de saneamento

Em uma agenda intensa em Brasília, o vice-governador João Leão, acompanhado do secretário de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (Sihs), Cássio Peixoto, representando o governador Rui Costa, obtiveram garantia de liberação de R$ 504.019.771,70 para obras de saneamento, que beneficiarão os municípios de: Salvador, Feira de Santana, Camaçari, Ilheús, Paulo Afonso, Angical, Cristópolis e Cotegipe.

Conforme explica o titular da Sihs, os resultados foram bastante positivos. “Pois, tratam-se de intervenções que estavam paradas por conta de impasses com os agentes financiadores. Numa reunião, por exemplo, com o presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Ochhi, conseguimos chegar num consenso e destravar recursos da ordem de R$ 497.044.771,36, após sanarmos um conflito de garantias”, disse, elencando que o resultado tirará do papel a ampliação do sistema produtor/adutor de água de Feira de Santana, bem como a reversão da barragem de Santa Helena para o reservatório do Rio Joanes, implantação do Centro de Reservação do Tomba e aquisição de hidrômetros. Na lista constam ainda as obras de sistemas de esgotamento sanitários em Ilheús e Paulo Afonso.

Já no Ministério da Integração houve a autorização para conclusão das obras de abastecimento de água dos municípios de Angical, Cristópolis e Cotegipe, de responsabilidade da Companhia de Engenharia Hidrica e de Saneamento da Bahia (Cerb), autarquia vinculada a Sihs, que somam R$ 6.975.000,00.

“Em suma, com isso, vamos tirar do papel intervenções de grande importância e, conseqüentemente, mudar a realidade de milhões de baianos que há muito sonham em ter água em suas torneiras”, comemorou, destacando que a intervenção do governador, na figura do vice-governador, João Leão foi de grande valia.

Leão, por sua vez, reforçou que a missão prioritária do governo do estado é universalizar água e saneamento. “E essa tarefa, mesmo a todos os desafios, a exemplo da crise econômica, vem sendo cumprida, com números cada vez mais elevados”.

Fonte. ASCOM\SIHS

Download PDF

Deixe uma mensagem