05
JUN
2018

“É preciso colocar em prática os conhecimentos que já possuímos”, avalia diretor da Agersa

O dia 5 junho é uma data que traz à tona a discussão sobre o uso dos recursos naturais, principalmente a água. Mais que uma questão econômica, o consumo consciente é uma questão de sobrevivência. Embora seja um recurso natural renovável, ou seja, está sempre disponível na natureza, a ação humana está tornando cada vez mais difícil encontrar água própria para consumo doméstico. Por isso, é cada vez mais importante preservar este bem, indispensável à vida.

Em meio à dicas de consumo sustentável, o diretor geral da Agersa, Walter Oliveira, aponta para a necessidade de colocar em prática os conhecimentos que a maioria da população já possui. “A verdade é que todos nós sabemos o que fazer para usar melhor a água. Prova disso é que quando ocorre interrupção no abastecimento, todos adotam medidas econômicas, para minimizar os prejuízos da falta. Mas, tão logo o abastecimento é regularizado, voltamos a usá-la de forma desregrada. Então, a grande dica sobre consumo consciente de água é essa: use como se estivesse faltando”, aponta.

Ainda de acordo com Oliveira, a mesma percepção vale para outras questões de saneamento básico, a exemplo do descarte de resíduos sólidos. “A principal causa de entupimento de redes de drenagem, hoje, é o lixo jogado nas ruas. Todo mundo sabe que lugar de lixo é no lixo. É preciso colocar em prática os conhecimentos que já possuímos. Não é apenas sobre higiene ou sobre evitar alagamentos. É uma questão de qualidade de vida”, declara.

Download PDF

Deixe uma mensagem