16
AGO
2019

XI Congresso Brasileiro de Regulação acontece em Maceió com Agências reguladoras de todo País

O XI Congresso Brasileiro de Regulação, promovido pela Associação Brasileira de Agências de Regulação (ABAR), teve início nesta quarta-feira (14), em Maceió, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso. Os técnicos da Agersa participaram do Congresso para aprimoramento de seus conhecimentos, além de trocar experiência com os demais congressistas. Na oportunidade, a Agersa também montou um stand para compartilhar sua atuação, como órgão fiscalizador e regulador da Bahia.

Para o Diretor Geral da Agersa, Walter Oliveira, participar ativamente do Congresso é muito importante para a Agersa, visto que a troca de conhecimento entre os congressistas, certamente irá contribuir para um melhor desenvolvimento das ações da Agência.

“Nosso foco sempre será zelar pela qualidade de vida das pessoas. Nós temos nos empenhado para acompanhar as discussões a nível nacional sobre saneamento e aqui podemos discutir a importância da regulação para o avanço do saneamento básico na Bahia”

Os debates e também a 5a. ExpoABAR foram abertos pelo presidente da Associação Brasileira de Agências de Regulação (ABAR), Fernando Franco.

Em seu discurso, Franco destacou que o tema central do Congresso.  “Nosso foco sempre deve ser melhorar a qualidade de vida dos brasileiros, zelando por melhores serviços públicos e, claro, por empresas saudáveis para prestar esses serviços”, disse Franco.

O presidente da ABAR destacou também o momento delicado da regulação, segundo ele vista ainda como divisor de poder e apêndice do Executivo. Essa visão, disse ele, é dada por alguns governantes que não entenderam a relação direta entre regulação autônoma e forte como pré-requisito ao desenvolvimento de uma nação.

A Diretora de Normatização, Eduarda Fernandes, aproveitou a participação no principal evento de regulação do país, para compartilhar com os congressistas o trabalho técnico que construiu, falando sobre o compartilhamento da regulação dos serviços públicos de saneamento básico.

“Escolhemos esse tema por se tratar de uma experiência pioneira no Brasil, este é o primeiro caso de compartilhamento do exercício da regulação entre agências, no nosso caso, entre Agências reguladora Estadual e Municipal, neste ambiente do Congresso é sempre interessante falar sobre temas que contribuam para o exercício da regulação eficiente e resolutiva”, pontuou.

A Diretora Administrativo-financeira da Agersa, Marilu Dias, enfatizou que a participação no Congresso, é muito importante para estreitar as relações com outras Agências.

“Aqui podemos conferir nos stands, ideias inovadoras que podem nos inspirar em um trabalho de aperfeiçoamento das ações desenvolvidas pela Agersa. Tivemos oportunidades ainda de dialogar com diversos diretores e superintendes de Reguladoras de todo Brasil, permitindo assim uma troca de experiências que pode contribuir para projetos futuros. E por fim, todo conhecimento adquirido por meio da rica programação favoreceu a atualização teórica com temas relevantes e atuais para o saneamento básico”, finalizou.